<< Anteiror Início Próximo >>

THORNTON WILDER
(1897-1975)


Thornton Niven Wilder nasceu em 17 de abril de 1897 em Madison, Wisconsin. Depois de graduar-se em 1920 na Universidade Yale, Connecticut, cursou arqueologia em Roma. Esteve na Europa entre os fins dos anos 20 e início dos anos 30 acompanhando o florescimento da moderna dramaturgia de Pirandello, Cocteau e Strindberq. Em sua carreira

diplomática foi cônsul dos USA em Hong Kong, Em sua adolescência, na China, onde o seu pai era membro consular, lhe deu o conhecimento necessário para sua atividade diplomática. Sua estréia como romancista foi com "The Cabala" escrita em 1926, fruto da admiração pela antiguidade clássica e da inabalável fé cristã do autor. Seu sucesso como romancista repetiu-se com o histórico ambientado no Peru, The Bridge of San Luis Rey (1927; A ponte de São Luís Rei), que lhe valeu seu primeiro Prêmio Pulitzer.
Não encontrou dificuldade de enveredar dos romances para as peças teatrais, se destacando, entre outras, a comédia de costumes Our Town, ("Nossa cidade") escrita em 1938 e a inovadora The Skin of Our Teeth (Por um triz), elaborada em 1942; onde os mesmos personagens aparecem em diversas épocas históricas. Wilder ganhou o Prêmio Pulitzer de teatro em 1938 e 1943. Sua popularidade se manteve nos anos seguintes graças à farsa The Matchmaker (A casamenteira), escrita em 1954 e transformada na célebre comédia musical Hello Dolly! (1964), que encantou o Brasil com a interpretação magnífica de Bibi Ferreira no principal papel.
Thornton Wilder
morreu em Hamden, Connecticut, em 7 de dezembro de 1975.

O Teatro de Amadores de Pernambuco encenou dele o seu original "NOSSA CIDADE" (Our Town), com tradução de Elsie Lessa. Foi magistralmente dirigida pelo extraordinário Zbigniew Ziembinski, contratado pelo TAP, e que teve a sua estréia no dia 27 de abril de 1949, no Teatro de Santa Isabel. No boletim Teatral de "Contraponto" de setembro de 1949 é publicada carta do autor americano agradecendo o envio dos artigos e fotografias por parte da direção do TAP.