<<anterior início próxima>>
De passagem pelo Recife, o professor e bailarino Português Raul Antônio desperta no seio do Teatro de Amadores de Pernambuco a possibilidade de ser criado um corpo de baile em nossa cidade tendo o TAP a responsabilidade da experiência.
A primeira dificuldade foi atender a quantidade de pedidos e de candidatas à nova linha aberta pelo TAP. Evidente que não tinha Valdemar de Oliveira, nem a direção do TAP a pretensão de constituir um corpo de baile e sim de levar um espetáculo de balé, onde a sociedade do Recife, pudesse participar de uma experiência. Nada os animava a fazer daquilo uma Escola de Balé, nem a idéia fazia parte dos projetos teatrais do grupo. Todos estavam conscientes das inúmeras dificuldades que seria a criação de uma escola e das exigências técnicas próprias de uma organização com pretensões a espetáculos. A verdade é que em apenas 6 meses pouca coisa se pode fazer em matéria de balé. Para ser considerada uma bailarina é necessário, pelo menos alguns bons anos de treinamento com cansativas 6 e 8 horas por dia de ensaio. E longe, muito longe disso, ocorreu com a experiência com o Corpo de Baile do Teatro de Amadores. Alguns críticos elogiaram o espetáculo e outros não. Os que elogiaram se fixaram no valor da experiência, no trabalho pioneiro do TAP, e os outros se comportaram como analistas de um espetáculo de balé, deixando de lado o significado do pioneirismo. O importante de tudo foi ter o TAP proporcionado aos candidatos uma experiência interessante. Com a viagem do Diretor técnico Raul Antônio o projeto não prosperou. Teatro de Amadores de Pernambuco pode, entretanto, deixar registrada essa faceta, que poucos conjuntos teatrais tentam realizar. Não estava dentro dos programas do conjunto e por isso mesmo a semente não germinou.


ELENCO:


Geninha Sá da Rosa Borges Ela
Raul Antônio Ele
Diná de Sá Florista
Walter de Oliveira Velho Conde


Teatralização: Valdemar de Oliveira


PROGRAMA:
I
Chopinianas ( Músicas de Chopin )
Dina de Sá
Janice Cantinho Lôbo
Maria Luiza São Marcos
Arieta Machado
Lais do Rego Melo
Julieta Gonçalves Campos
Nenita Gonçalves Campos
Suely Rosas de Azevedo
Auzenir Machado
Geninha Sá da Rosa Borges
Edissa Bancovski
Herci Lapa de Oliveira
Maria da Conceição Medeiros
Hebe Gonçalves de Lima
Hylza de Almeida
Iracema Rabelo
Margarida Rodrigues
Solange Nobre Lacerda


II
CZARDAS ( MONTI ):
Diná de Sá
Auzenir Machado
Aariete Machado
Maria da Conceição Medeiros
Edissa Bancovski
Geninha Sá da Rosa Borges
Iracema Rabelo
Margarida Rodrigues
Suely Azevedo


BOLERO ( Ravel )
Janice Cantinho Lôbo
Raul Antônio
CLAI DE LUNE ( Debussy )
Maria Luiza São Marco
CHÔRO - ( Zequinha de Abreu )
Janice Cantinho Lôbo
Suely Rosas de Azevedo
CARTAS DE AMOR ( Victor Young )
Diná de Sá
UMA NOITE EM VIENA (Valsas de Strauss)


Jovens:
Ariete Machado
Auzenir Machado
Edissa Bancovski
Hebe Gonçalves de Lima
Herci Lapa de Oliveira
Iracema Rabelo
Janice Cantinho Lôbo
Margarida Rodrigues
Maria da Conceição Medeiros
Maria Luiza São Marcos
Solange Belo Nobre de Lacerda
Suely Rosa de Azevedo
Garçonetes:
Julieta Gonçalves Campos
Nenita Gonçalves Campos

Produção: Teatro de Amadores de Pernambuco

 

Diretor Técnico: Raul Antônio
Diretor Geral: Valdemar de Oliveira
Corefrafias: Raul Antônio
Estréia: 18 de Dezembro de 1951
Local: Teatro de Santa Isabel
Grupo de Baile do
Teatro de Amadores de Pernambuco