<<anterior início próxima>>
O Recife veio tomar conhecimento da contratação de um novo ensaiador para o Teatro de Amadores de Pernambuco no dia 16 de setembro de 1952, numa "A novidade do dia", publicada no Jornal do Commercio, em "Artes e Artistas"
"Contratado pelo Teatro Universitário e pelo Teatro de Amadores de Pernambuco, chegará ao Recife, até o dia 20 do corrente , o ensaiador Jorge Kossowski, que aqui deverá montar um espetáculo com cada um desses conjuntos". Ao TAP a peça escolhida foi "A PRIMEIRA LEGIÃO".
"A lembrança de "A PRIMEIRA LEGIÃO", de Lavery, me ficara da estréia de uma Companhia Francesa, no Municipal, do Rio de Janeiro, em 1940, no mesmo dia em que Paris caia sob o julgo nazista. Espetáculo memorável, que nunca mais me escapou da memória." Esta narração de Valdemar de Oliveira, em artigo no jornal, em 4 de novembro de 1952, demonstra como manteve guardada a oportunidade de levar ao público do Recife, esse espetáculo que tanto o fascinou há mais de 10 anos atrás, e que, como o convite a Jorge Kossowski veio a se realizar.
O espetáculo conta a historia , que se passa num convento Jesuíta, onde alguns padres passam por uma crise de fé: "Padre Rowleigh, que aos 18 anos abandonara a mulher que amava para se tornar padre; Fulton que trocara a música pelo convento e Ashein que outrora fora advogado. Os dois primeiros resolvem abandonar a rigorosa ordem cristã para seguirem o s caminhos de seus próprios corações, mas, diante da cura inesperada e milagrosa do Padre Sierra, paralítico há muito tempo, resolvem ficar e render obediência. O convento logo se enche de fieis atraídos pelos milagres que a todo convento impressionara , menos ao padre Aheir que duvidava de tal feito, dúvida esta que o Dr. Morel, um médico, ateu que serve ao convento, confirma como verdadeira, durante uma confissão que faz ao padre , pedindo porem que este não revele o ocorrido a ninguém: que o padre Sierra não era paralítico realmente , e o que o impedia de andar era apenas uma questão emocional. Sem poder revelar nada disso, o padre Ahern sofre as conseqüências da dúvida que não pode provar, mas, ao ser indicado pelo Padre Reitor para defender a canonização de José Martinho, recusa-se, apressando com isso a morte do Padre Reitor. Morto o Padre Reitor, através de telegrama fica designado o Padre Ahern ser Padre Reitor, em outra cidade. O Padre Fulton, prefeito dos estudos e o Padre Rowleigh, mestre dos noviços."
Comenta Valdemar de Oliveira que "...os direitos de tradução e representação finalmente o Teatro de Amadores de Pernambuco conseguiu da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais, embora com um "àvaloir" pesadíssimo. Essa peça inclue apenas o naipe masculino do Teatro e Amadores, do mesmo modo que "A CASA DE BERNARDA ALBA" , de Lorca so aproveitou os elementos femininos do conjunto."



ELENCO:


Adhelmar de Oliveira Padre Duquesne
Paulo Alcântara Padre Keene
José Maria Marques Padre Stuart
Otávio da Rosa Borges Dr. Morell
Valdemar de Oliveira Padre Quarterman
Alderico Costa Padre Ahern
Alfredo de Oliveira Padre Fulton
Reinaldo de Oliveira Padre Rawleigh
Antônio Brito Monsenhor Carias
Walter de Oliveira Padre Sierra
Clóvis de Almeida Jimmy



FICHA TÉCNICA
Maquinista:Alceu Domingues Esteves / Aluísio Pereira Santana
Eletricista: Aníbal Mota
Objetos religiosos: Casa Roma
Produção: Teatro de Amadores de Pernambuco.


"O Teatro de Amadores de Pernambuco levou, pela primeira vez, entre nós, uma peça que se tornou celebre nos Estados Unidos e percorreu com igual êxito o teatro Europeu. "PRIMEIRA LEGIÃO". A peça destaca o debate entre o falso e o verdadeiro milagre, tendo como cenário uma comunidade Jesuíta. A peça não é, nem pretende ser, uma psicologia do Jesuíta, mas sem dúvida que a propósito do drama religioso se delineiam alguns traços do perfil Jesuíta e de sua comunidade de Jesuítas. Somos de parecer que o tema, delicado, por sua natureza, foi tratado com tato e respeito: tema delicado não pode ser a psicologia do Jesuíta, mas por ser simplesmente a psicologia da vida religiosa, fosse ela de uma comunidade franciscana ou beneditina. Não chegamos a afirmar que os problemas ou crises religiosas que podem surgir na alma do religioso ao no seio de ma comunidade tivessem de revestir necessariamente a forma que lhe deu o original americano de Emmet Lavery. Mas os problemas focados existem nas comunidades religiosas, e naturalmente numa comunidade Jesuíta A peça teve somente a coragem de trazer, à cena, problemas que ordinariamente são discutidos na intimidade da direção espiritual. Sem exagero romântico, racionalismo preconcebido, ou falso naturalismo preconcebido, o realismo das lutas ou crises de uma vocação religiosa, enquadrou-se dentro de uma razoável interpretação. (...) A interpretação da peça esteve à altura; foi mais uma vitória que firmou o já vitorioso Teatro de Amadores de Pernambuco."
Trechos da crônica de Antônio Mosca de Carvalho.



COMENTÁRIOS E CRÍTICAS:

Inegavelmente situa-se "A PRIMEIRA LEGIÃO" em um plano alto de bom teatro. Parece-nos entretanto, desviar de tal linha elevada a cena final, onde está patenteada uma emoção, mais ao gosto do grande público, e talvez, por isso, menos pura, com a finalidade bel marcada de conseguir mais efeitos. Convenhamos que o final da peça não tivesse sido manejado com a devida maestria: não houve a necessária e técnica preparação à entrada do menino que, também, por sua vez, tem uma dialogação inadequada à sua idade e no seu modo infantil de ser, pois está o seu texto, no mesmo padrão intectual dos outros personagens. Apesar de tudo, as restrições por nós feitas não acarretam um desmerecimento à peça que, ao nosso ver, está entre os melhores as melhores que o TAP já apresentou".
Isac Gondin Filho

"...constitui mais um êxito dos "Amadores", ensaiados por Jorge Kossouwski que dirige a encenação do original de Emmet Lavery - original que se destaca pelo seu entrecho e pela emoção que transmite - "A PRIMEIRA LEGIÃO" , um dos grandes espetáculos já apresentados em Paris . É um drama de sentido religioso no qual o sentimento de fé sobrepuja a todos os outros no meio de um conflito de temperamentos e convicções.
Folha da manhã do dia 28-11-1952 "Os espetáculos - As Artes"


"A PRIMEIRA LEGIÃO", encenada ontem, pela primeira vez em Português, no Brasil, é um drama que se desenrola num seminário de Jesuítas, da América do Norte. Envolvendo onze personagens, dos quais nove são sacerdotes, o Teatro de Amadores de Pernambuco procurou cercar-se de elementos que lhe pudessem proporcionar as indicações necessárias à criação de um ambiente teatral e, ao mesmo tempo, a um compreensão mais perfeita da psicologia dos interpretes. Contou, para isso, com a colaboração do Padre Bragança, Reitor na Universidade Católica, que deu a peça, dando-lhe o seu beneplácito e confessando-se admirador da Arte Teatral, uma vez que já pisou o palco amadorista, quando estudava na Bahia, sob direção espiritual do lpadre Luiz Gonzaga Cabral. Durante os ensaios, tivemos a presença, por diversas vezes do Padre Jaime Diniz, cujas sugestões acolhidas com o maior respeito, serviram grandemente ao equilíbrio da representação. No ensaio geral, contamos com o aparecimento de diversos professores e alunos do Seminário Cristo Rei, de Camaragibe, os quais, por sua vez, também fazem teatro no seu palco particular, tendo desempenhado, ultimamente, a peça "Fim de jornada" de Sheriff. Muitas outras opiniões recebemos de ilustres figuras do clero pernambucano, solícitas em atender os nossos apelos para que "A PRIMEIRA LEGIÃO", fosse o espetáculo que realmente foi, dentro do seu estranho clima espiritual.
Esse espetáculo, que é uma exaltação à fé religiosa. (...), Tudo foi estudado, em seus mínimos detalhes, e que representa um esforço sobre-humano do Teatro de Amadores, que procura conservar-se sempre em dia, com a dramaturgia contemporânea."
Valdemar de Oliveira "Diário da Noite" 28-11-52


CURIOSIDADE:

Nesse espetáculo os quatro irmãos Oliveira (Walter, Alfredo, Adhelmar e Valdemar) contracenaram e ainda levaram outro Oliveira (Reinaldo, filho de Valdemar) para cena. Não creio que exista, no mundo um caso semelhante, onde 4 irmãos dividam, papeis importantes, numa mesma peça. E para conhecimento do grande público, o mesmo fato ocorreu em outras ocasiões, em outras peças.

Irmãos Oliveira

Tradução: Valdemar de Oliveira
Diretor: Jorge Kossowski
Estréia: 27 de Novembro de 1952
Local: Teatro de Santa Isabel
Elenco
Os irmãos Oliveira e Reinaldo
A Primeira Legião
De: Emmet Lavery