<<anterior início próxima>>

Valdemar de Oliveira não era somente um apaixonado pelo teatro. A música era outro dos seus grandes amores, principalmente a música de Pernambuco, ou até melhor, do Recife. E nada caracteriza mais a música do Recife do que o frevo. Ainda jovem escreveu diversos frevos canção que dominaram os salões dos nossos clubes sociais nas décadas de 20 e 30. Como já escrevia operetas, que faziam grande sucesso em todo o Brasil, com a companhia de Vicente Celestino, começou a adotar o nome de José Capibaribe para músicas mais populares.
Quando, em 1945, de passagem pelo Recife, o musicólogo Curt Lange trocou idéias com Valdemar sobre o frevo, como música dominante nos festejos carnavalescos, fez um apelo para que ele escrevesse um livro. "Foi animado por esse espírito de pesquisa, de que me contagiei, que Curt Lange, me convocou para o aludido trabalho". E o livro, "FREVO, CAPOEIRA E PASSO" foi lançado e dedicado ao próprio Curt Lange. Nos meio musical, ainda hoje é considerado a obra de maior profundidade no estudo dessa modalidade de manifestação popular.
Em 1973, o Rotary Club Recife realizava, no Recife, uma conferência nacional quando congregaria um grande número de "companheiros" e como sempre, deveria ocorrer durante a conferência um momento de descontração, de alegria. Nada melhor do que um espetáculo musical. Reinaldo e Fernando de Oliveira, filhos de Valdemar, corroídos também pelo vírus da música e do Teatro, partiram imediatamente para estudar um espetáculo contando a vida do frevo. Teatralizar o livro foi o imediato pensamento dos dois. Em poucas horas,, no escritório do Nosso Teatro, com uma maquina de escrever ao lado o espetáculo foi sendo esboçado e naquele mesmo dia recebia a aprovação de Valdemar que indicou o Maestro Guedes Peixoto, para execução da parte musical, com sua orquestra. Cantores e passistas - matéria que não falta no Recife - foram contatados e o espetáculo, tendo o próprio Valdemar de Oliveira ao piano, subiu ao palco do Teatro Santa Isabel e desde este dia é sempre procurado pelos congressos que se realizam no Recife. No palco de um Teatro estreiou no "Nosso Teatro", hoje Teatro Valdemar de Oliveira, no dia15 de fevereiro de 1974.

ELENCO:


Reinaldo de Oliveira Narrador
Fernando de Oliveira Narrador
Cantores: Expedito Baracho
Dóris Sandra
Conjunto "Cordas Vocais"
Orquestro do Maestro Guedes Peixoto
Piano: Valdemar de Oliveira


Direção: Reinaldo de Oliveira, Fernando de Oliveira
Direção Musical: Maestro Guedes Peixoto
Local: Estréia no "NossoTeatro" no dia 15 de fevereiro de 1974

Frevo, Capoeira e Passo
De: Reinaldo de Oliveira e Fernando de Oliveira
Baseado em livro homônimo de Valdemar de Oliveira